Medilar na Mídia

Na pandemia, Unimed Grande Florianópolis cuida da saúde das pessoas e do negócio

#Repost

A Unimed Grande Florianópolis, uma das mais novas parceiras da Medilar, publicou uma matéria onde ela fala sobre como está enfrentando a pandemia do COVID-19 e um dos seus novos serviços: A nossa Central de Atendimento Coronavírus Unimed 24h. Confira abaixo:

Por Estela Benetti
25/04/2020 – 21h22 – Atualizada em: 27/04/2020 – 18h09
O presidente da Unimed da Capital, Theo Bub, enfrenta desafios impostos pelo coronavírus à organização Foto: Diorgenes Pandini

O setor de saúde é o número 1 na pandemia, mas enfrenta situação peculiar. Não significa que vai trabalhar muito nos cuidados dos clientes e, assim, faturar bem. O presidente da Unimed Grande Florianópolis, Théo Fernando Bub, revela os desafios atuais da cooperativa médica. Segundo ele, o trabalho tem dois focos: fazer atendimento aos clientes e cuidar das finanças da organização, que envolve a remuneração dos médicos cooperados, prestadores e demais parceiros.

– O sistema não pode parar de funcionar, especialmente neste tempo de pandemia em que o padrão de atendimento deve ser preservado. Frente às incertezas e dificuldades, há um esforço para manter os pagamentos em dia e ajudar nossos parceiros – afirma Theo Bub, que é cardiologista.

A Unimed fez um plano emergencial para contribuir com a remuneração mensal dos médicos, que enfrentam forte queda no número de consultas e atendimentos em função do isolamento social. A cooperativa conta com mais de 1.600 médicos associados e 1.100 colaboradores. Conforme o presidente, como não há uma previsão de até quando a crise do novo coronavírus vai durar, a opção é por uma visão integrada da gestão, com atenção à manutenção dos clientes e equilibrar receitas e despesas.

O objetivo é não repetir internamente a profunda crise enfrentada durante os dois anos da recessão brasileira, 2015 e 2016. Com a experiência de quem teve uma atuação estratégica para colocar as finanças em dia após aquela fase difícil, o CEO da Unimed Grande Florianópolis, Richard Oliveira, cuida outra vez para que as contas sejam sustentáveis.

– No passado, assumimos uma empresa em ruínas e fizemos o possível para mantê-la com as portas abertas. Agora, faremos o necessário – diz Richard Oliveira.

Atendimentos à Covid-19

Quando o coronavírus chegou a Santa Catarina, uma das primeiras providências da Unimed Grande Florianópolis foi suspender férias de profissionais envolvidos no atendimento a pacientes e reforçar equipes.

O Hospital Unimed, por recomendação da Secretaria de Estado de Saúde, estabeleceu protocolo especial de atendimento aos pacientes com suspeita e confirmação de Covid-19. As medidas incluíram recepção própria, leitos específicos, estrutura de UTI, capacitação de profissionais, adequação de equipamentos de proteção individual (EPIs) e orientações para pacientes e familiares.

– O compromisso é pela saúde tanto dos nossos clientes quanto dos médicos e equipes. Diante do aumento no número de casos, as principais medidas que temos adotado são para retardar e prevenir o contágio da doença – destaca o superintendente da cooperativa, Jolnei Antonio Hawerroth.

O diretor técnico do Hospital Unimed, Gabriel Gustavo Longo, informa que entre as medidas de segurança adotadas estão o adiamento de cirurgias eletivas, consultas e exames. Segundo ele, essa pandemia mostra o quanto a segurança no cuidado dos pacientes e a preservação da saúde dos profissionais da área são importantes.

500 mil máscaras de tecidos

Entre as iniciativas para cuidar da saúde de um maior número de pessoas, a Unimed da Capital adquiriu 500 mil máscaras reutilizáveis, de tecido, para entregar aos clientes, colaboradores e médicos cooperados. A distribuição será em esquema de drive-thru, em que a pessoa receberá um kit sem sair do carro, terá a temperatura verificada e receberá orientações de cuidados transmitidas por um profissional de saúde.

Outra novidade da Unimed foi a oferta de mais serviços por telefone. Médicos prestaram informações sobre sintomas da Covid-19 pelo 0800 940 7800. Clientes de risco, com mais de 60 anos, portadores de doenças crônicas, foram atendidos remotamente.

– Esse momento é atípico e não sabemos por quanto tempo mais permanecerá. Faz parte da nossa missão prestar a melhor assistência aos nossos clientes e unir esforços para estar ao lado dos beneficiários, médicos cooperados, clínicas, laboratórios, hospitais e demais parceiros – afirma Waldemar de Souza Junior, vice-presidente da Unimed.

O maior uso de tecnologia também recebe mais atenção. Os médicos se empenham em usar mais a telemedicina para evitar contatos e, assim, aumentar a segurança para evitar contato com o vírus. No atendimento aos clientes, a Unimed reforçou serviços digitais como chat, mais informações nas redes sociais e na mídia local. Trabalhadores da área administrativa foram para home office, os eventos e viagens foram cancelados.

Equipe gestora

Por ser uma cooperativa médica, todos os cargos de liderança na Unimed Grande Florianópolis são exercidos por médicos. A exceção é o CEO Richard de Oliveira, que é executivo de mercado.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: