Saúde

Por que você deveria hoje mesmo agendar uma data para doar sangue?

Sabia que uma única doação de sangue pode salvar até quatro vidas? No dia a dia, inúmeras pessoas dependem da doação de sangue para realização de cirurgias, intervenções médicas urgentes e tratamento de doenças crônicas graves – como doença falciforme e talassemia. Infelizmente, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) apenas 1,7% da população brasileira é doadora. Por outro lado, essa estatística pode ser facilmente alterada, assim que mais pessoas passarem a doar.

Acontece que muitos não doam sangue por não terem certeza se estão dentro dos pré-requisitos para se tornarem um doador. Nós vamos te ajudar a sanar de vez suas dúvidas sobre doação de sangue. Vamos lá?

Quem pode doar para quem?

No vídeo abaixo, você vai conseguir compreender os diversos tipos de sangue que existem e quem pode doar para quem. Confira:

O que é preciso para doar sangue?

  • Ter entre 16 e 69 anos;
  •  Pesar no mínimo 50 kg;
  •  Documento com foto válido em todo território nacional;
  • Estar com boa saúde;
  • Estar descansado no dia da doação;
  • Estar alimentado e evitar comidas gordurosas nas três horas antecedentes à doação.

AVISO IMPORTANTE: É necessário respeitar o intervalo mínimo entre as doações (homens podem doar a cada 2 meses e mulheres a cada 3 meses).

Doação de sangue em tempos de COVID-19

Sabemos que a orientação geral é para que fiquemos o máximo de tempo em casa para que assim, possamos evitar a propagação do COVID-19. Mas, a doação de sangue não pode parar. Inúmeras pessoas dependem diariamente disso para continuarem a viver.

O sangue é uma substância essencial no tratamento de anemias crônicas, acidentes que causam hemorragias, complicações decorrentes da dengue, febre amarela, tratamento de câncer e outras doenças graves.

Para que você fique tranquilo e vá doar sem neuras, a Anvisa divulgou a Nota Técnica 13/2020 que contém todas as orientações para que a doação de sangue seja feita com total segurança para você e para os profissionais que irão lhe atender. Veja:

São considerados inaptos – por um período de 14 dias – para doar sangue:

  • Quem nos últimos 30 dias teve contato com pessoas que apresentaram diagnóstico clínico e/ou laboratorial de infecções pelo COVID-19;
  • Quem esteve em isolamento social voluntário ou por indicação médica por apresentar sintomas possíveis para o COVID-19;
  • Pessoas que tenham viajado ou tenham recém-chegado de países que possuam casos confirmados para o COVID-19.

Além disso, a orientação da Anvisa é que todos os profissionais que atuam nos postos de coleta de sangue fiquem atentos às medidas de higienização. Os hemocentros também devem redobrar a higienização das áreas, instrumentos e superfícies.

É válido ressaltar também que existem alguns impedimentos temporários que vetam a doação de sangue. Veja na lista abaixo, divulgada pelo Ministério da Saúde quais são:

  • Gripe, resfriado e febre: aguardar sete (7) dias após o desaparecimento dos sintomas;
  • Período gestacional;
  • Período pós-gravidez: 90 dias para parto normal e 180 dias para cesariana;
  • Amamentação: até 12 meses após o parto;
  • Ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação;
  • Tatuagem e/ou piercing nos últimos 12 meses (piercing em cavidade oral ou região genital impedem a doação);
  • Extração dentária: 72 horas;
  • Apendicite, hérnia, amigdalectomia, varizes: 3 meses;
  • Colecistectomia, histerectomia, nefrectomia, redução de fraturas, politraumatismos sem sequelas graves, tireoidectomia, colectomia: 6 meses;
  • Transfusão de sangue: 1 ano;
  • Vacinação: o tempo de impedimento varia de acordo com o tipo de vacina;
  • Exames/procedimentos com utilização de endoscópio nos últimos 6 meses;
  • Ter sido exposto a situações de risco acrescido para infecções sexualmente transmissíveis (aguardar 12 meses após exposição).

Além desses, também existem os impedimentos definitivos. Confira abaixo:

  • Ter passado por um quadro de hepatite após os 11 anos de idade;
  • Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças transmissíveis pelo sangue: Hepatites B e C, AIDS (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doenças de Chagas;
  • Uso de drogas ilícitas injetáveis;
  • Malária.

Onde eu posso doar sangue?

Para doar sangue, basta procurar as unidades de coleta de sangue, como os Hemocentros.

Clique aqui e descubra qual o Hemocentro mais próximo de você.

Doar sangue é seguro e todo processo só leva aproximadamente 40 minutos. Você que está lendo este texto neste momento, ao fazer esse importantíssimo gesto, pode ajudar a salvar até quatro vidas. Sensacional, não é?

Fonte: Ministério da Saúde e Anvisa

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: