Primeiros Socorros

CUIDADO! Engasgo não é brincadeira, ele pode até matar

De acordo com o Ministério da Saúde, o engasgo figura entre as principais causas de morte de crianças de 1 a 9 anos. Mas ele também afeta bebês e adultos

O engasgo é considerado uma emergência médica, e é definido como a incapacidade de respirar causada por um bloqueio na garganta ou traqueia. Nesses casos é importante que a vítima tussa para expelir o alimento ou o objeto responsável pela obstrução das vias aéreas. A pessoa acometida por esse problema deve ser socorrida o mais rápido possível, porque em casos mais graves há o risco de inconsciência ou morte por asfixia.

Aqui, um ponto de atenção: os primeiros socorros do engasgo são diferentes para bebês e adultos. Iremos apresentar o passo a passo que deve ser feito em ambos os casos. Continue lendo essa matéria

Primeiros socorros em caso de engasgo em bebês

É muito comum que bebês menores de um ano engasguem com o leite materno.

O Ministério da Saúde orienta realizar as seguintes ações na vítima de engasgo:

Passo 1: Coloque o bebê de bruços em cima do seu braço e faça cinco compressões entre as escápulas (no meio das costas).

Passo 2: Vire o bebê de barriga para cima em seu braço e efetue mais cinco compressões sobre o esterno (osso que divide o peito ao meio), na altura dos mamilos.

Passo 3: Tente visualizar o corpo estranho e retirá-lo da boca delicadamente. Se não conseguir, repita as compressões até a chegada a um serviço de emergência (pronto-socorro ou hospital).

Esses procedimentos são válidos somente se a criança ou o adulto engasgado estiverem conscientes. Vítimas inconscientes precisam de atendimento hospitalar rapidamente. Os primeiros socorros para asfixia ou engasgo devem ser realizados até que seja possível o atendimento especializado.

Primeiros socorros em casos de engasgo em crianças e adultos

Mas, engana-se quem pensa que apenas crianças e bebês podem sofrer com o engasgo, adultos também são vítimas desse problema. Por isso, é muito importante que você conheça a Manobra de Heimlich, para conseguir prestar os primeiros socorros, caso precise ajudar alguém em caso de engasgo por corpo estranho:

Manobra de Heimlich

“Posicione-se por trás e enlace a vítima com os braços ao redor do abdome (se for uma criança, ajoelhe-se primeiro), caso ela esteja consciente. Uma das mãos permanece fechada sobre a chamada “boca do estômago” (região epigástrica). A outra mão comprime a primeira, ao mesmo tempo em que empurra a “boca do estômago” para dentro e para cima, como se quisesse levantar a vítima do chão. Faça movimentos de compressão para dentro e para cima (como uma letra “J”), até que a vítima elimine o corpo estranho.” (Ministério da Saúde)

ATENÇÃO: Entendemos que na hora do desespero o primeiro reflexo dos pais é colocar o dedo na boca da criança para tentar retirar o alimento ou objeto que está provocando o engasgo, mas isso não é correto de se fazer. Essa ação poderá agravar a situação.

Como prevenir o engasgamento?

Acidentes acontecem a todo momento. Algumas situações conseguimos prevenir, mas outras não. No caso do engasgo, separamos alguns cuidados para evitar essa situação indesejada. Veja:

  • Procure alimentar o bebê em um lugar tranquilo. Esse é um momento muito especial entre mãe e filho.
  • Coloque o bebê em posição vertical durante 30 minutos após o aleitamento.
  • Posicione seu filho sempre sentado na hora das refeições.
  • Jamais deixe uma criança se alimentando sem a supervisão de um adulto.

FIQUE ATENTO! Se o seu filho se engasga com frequência é muito importante procurar um médico.

O SOS Unimed te traz segurança em momentos imprevisíveis

O SOS Unimed – Atendimento Médico Pré-Hospitalar – é composto por equipes super- capacitadas e treinadas para lidar com as mais diversas situações de urgências e emergências médicas, como por exemplo, em casos de engasgo. Se você é beneficiário Unimed e contratou esse produto, confira abaixo como proceder:

  • Ligue para o nosso Call Center Médico*
  • Você será prontamente atendido pelo Técnico de Regulação Médica (TARM) e pelo Médico orientador
  • Forneça informações básicas sobre o paciente (nome, sexo, idade)
  • Relate o que está acontecendo (desmaio, engasgo, cortes, sangramentos)

Lembre-se: todas as informações fornecidas são importantes para que o médico orientador analise a situação e transmita instruções para que você também possa ajudar.

*Agora, anote aí o número do SOS Unimed operacionalizado pela Medilar:⠀

  • SOS Unimed Campina Grande: 0800 721 0311
  • SOS Unimed Cascavel: 0800 942 0000
  • SOS Unimed Curitiba: 0800 942 0000
  • SOS Unimed Goiânia: 0800 725 5555
  • SOS Unimed Grande Florianópolis: 0800 047 1000
  • SOS Unimed Joinville: 0800 047 1000
  • SOS Unimed Natal: 0800 084 2001
  • SOS Unimed Nordeste-RS: 0800 541 9100
  • SOS Unimed Sul Capixaba: 0800 280 4200
  • SOS Unimed Uberlândia: 0800 34 2115

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: