Bastidores Medilar

2020, um ano de recordes para serem esquecidos. Ou algum será lembrado?

O ano é 2020! O país, Brasil, o 5º maior do mundo em área territorial e o 6º em população, com mais de 210 milhões de habitantes. Dessa grandiosidade toda de números, podemos garimpar um outro dado, tão impressionante e superlativo quanto os citados acima. Mas, dessa vez, não há orgulho nenhum em apresentar essa estatística, muito pelo contrário: em 2020, registramos mais de 14 milhões de pessoas que se encontram na fila do desemprego.

Sim, e o mais triste é que esse não é o único fato triste de 2020. O ano passado somou uma infinidade de sinistros recordes:

· O mercado de ações presenciou uma queda de 20% em relação ao seu pico no início do mês de março, configurando o mais rápido declínio da história.

· Presenciamos aumentos de preços de 40% (em média) dos alimentos básicos, como o arroz.

· Sem contar, que todo dia víamos um recorde de mortes e infectados pelo novo coronavírus.

É, 2020 exigiu de todos muita criatividade, perseverança e disciplina. Mas, se a capacidade de adaptação é o que nos difere dos outros seres vivos, usar e abusar dessa habilidade foi o que nos restou em um ano recheado de desafios.

Foi o que fizemos aqui na Medilar. Mesmo nesses tempos de pandemia, fincamos o pé no acelerador com o objetivo de ajudar a SALVAR o máximo de VIDAS e aliviar a dor das pessoas.

Medilar na contramão do desemprego no Brasil

2020 já havia iniciado com a taxa de desemprego acima da expectativa, que era 10,8%. E, de acordo com os dados fornecidos pelo IBGE e FMI, atingimos uma taxa de 14,6% de desocupação no final do terceiro trimestre do ano, um feito histórico. Vide a tabela abaixo:

Mas, enquanto o Brasil vivia momentos de indecisão, medo e batia recordes de desemprego, a Medilar seguia na contramão deste cenário. Em 2020, a empresa gerou mais de 300 novos empregos, contratando profissionais de Norte a Sul do País, entre médicos, técnicos de enfermagem, enfermeiros, socorristas e pessoas do setor administrativo.

Medilar cria banco de talentos como parte de projeto emergencial para enfretamento do covid-19

Logo que a pandemia do covid-19 assolou o Brasil, a Medilar teve que realizar diversas mudanças, afinal, não podia parar no momento em que o mundo pedia socorro. Por isso, acelerou e rapidamente se planejou para os impactos, construindo planos de ação baseados em dados, informações de órgãos oficiais e estudos técnicos para minimizar os efeitos da pandemia.

Uma das ações criadas foi o desenvolvimento de um banco de talentos, medida que ajudou muito a Medilar a mapear e a contratar profissionais de forma rápida. “Este processo é contínuo pois dada a carência de mão de obra os bancos de talentos precisam ser oxigenados constantemente, ou seja, este trabalho não acabará tão cedo”, explica Roberto Ferro, Gerente de Desenvolvimento Humano e Organizacional da Medilar.

De acordo com Roberto, a criação de um banco de talentos permite a identificação de profissionais de forma célere e assertiva, otimizando o tempo da equipe de DHO. E garante ainda a alocação de profissionais em postos de trabalho, com menor tempo de sem ruptura nos atendimentos da empresa.

“Outra medida forte empregada pela equipe de DHO foi a ampliação das mídias de divulgação de vagas buscando maior capilaridade no alcance de profissionais para comporem o nosso quadro. Foram contatadas diversas entidades e construídas algumas parcerias que possibilitaram maior disseminação das nossas oportunidades trazendo com isso também, maior agilidade na identificação de novos profissionais.”

Roberto Ferro, Gerente de Desenvolvimento Humano e Organizacional da Medilar

Em ritmo de crescimento

A Medilar não cresceu apenas em números de profissionais, que hoje são mais de 1.300, mas também em termos de estrutura e de área de atuação.

Em 2020, a empresa ampliou o seu call center médico e, ainda, passou a operacionalizar o SOS Unimed (Atendimento Médico Pré-Hospitalar) em três novas cidades: Campina Grande (PB), Novo Hamburgo (RS) e Campinas (SP).

E se você achou que seria impossível criar um novo produto em 2020, a Medilar desenvolveu três: Central Coronavírus Unimed 24 horas, MEDLIVE e MEDILAR MONITORA.

Sim, mais uma vez, 2020 foi o ano dos recordes:

Recorde de trabalho, recorde de crescimento e recorde de comprometimento em SALVAR VIDAS aqui na Medilar.

Para nós, superar todas as dificuldades em um cenário pandêmico com muitos obstáculos a vencer sem precisar reduzir (e sim expandir) o quadro de colaboradores é a melhor conquista de 2020. É gratificante gerar empregos diretos e indiretos em diversas cidades do Brasil e esperamos para 2021 continuar nesse mesmo ritmo.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: