Telemedicina

Saúde na Era Digital – Por quais transformações estamos passando?

Por Marcela Mattar – Gerente Médica Emergencialista e de Inovações em Saúde

Se em meados de 2005, alguém te dissesse que o telefone celular seria o seu grande e inseparável companheiro de todas as horas, você acreditaria? E se te contassem que a internet se transformaria em algo tão onipresente, que seria responsável por alimentar as suas mais importantes fontes de entretenimento, estudo e trabalho. Qual seria sua reação?

É fato que todas essas mudanças, e muitas outras, aconteceram em um prazo bastante curto e há pouco tempo, transformando definitivamente o nosso modo de vida. Tanto isso é verdade que há cerca de 15 anos, nem imaginávamos contar com as soluções tecnológicas que hoje são tão comuns em nosso dia a dia.

Se todas as áreas da nossa vida sofreram fortes impactos, tanto na esfera pessoal quanto profissional, justamente por que estamos cada vez mais conectados, o segmento da saúde não poderia ficar de fora. O caminho natural e óbvio é o cenário que se desenha hoje: tecnologia da informação, conhecimentos médicos e científicos e busca por inovações de mãos dadas em prol da vida.

Hoje, mais do que em qualquer outro momento da nossa história, observamos a transformação digital na área da saúde alterando o modo como as empresas são gerenciadas, e como os processos são desenvolvidos. O que isso significa no final do dia? Representa que todas as relações na esfera médica – envolvendo pacientes, médicos e demais agentes dessa área – são diuturnamente afetadas pelas tendências relacionadas à inovação.

Minha missão no Vale do Silício

Pensando em todo esse contexto de transformação digital pelo qual estamos passando e que impacta fortemente o segmento da saúde, há cerca de dois anos viajei para o Vale do Silício, Califórnia (EUA), que é simplesmente o berço das maiores e mais importantes empresas de tecnologia do planeta. A intenção foi buscar as novidades mais relevantes, e trazer esse conhecimento e essa cultura para o Brasil. Participei de uma imersão voltada para área da saúde com palestras e visitas às principais – de maior destaque – empresas que atuam no segmento de healthcare.

Esse foi um passo importante não só pra entender, mas também para observar o quanto a mudança de cultura vai ficando cada vez mais evidente. Precisamos mergulhar neste novo mindset para seguir evoluindo de forma crescente.

Para mim, o impacto de assistir de perto o quanto a tecnologia é uma aliada fundamental para o nosso segmento, só corroborou com uma certeza que eu já tinha: a tecnologia não veio para substituir pessoas, e sim para automatizar tarefas e facilitar o nosso trabalho, sempre visando ao bem-estar do paciente.

Por tudo isso, a inserção de mais tecnologia e inovação dentro da Medilar vai ganhando cada vez mais espaço.

Por que surfar na onda da transformação digital?

Com o uso da tecnologia como base de apoio e de direcionamento de dados, é certo que os resultados passam a ser ainda mais precisos, tanto na prevenção quanto no diagnóstico, tratamento e cuidados gerais. É preciso que as ferramentas digitais sejam usadas estrategicamente como forma de otimizar e potencializar o que já ocorre diariamente na relação médico x paciente.

Isso significa que é preciso SIM evoluir e abraçar os benefícios que a transformação digital oferece.

O advento de novas tecnologias pode ser capaz até mesmo de evitar mortes.

Imagine o seguinte exemplo: um paciente é monitorado por ferramentas médicas digitais e esses dados são transmitidos, em tempo real, para uma central médica, com profissionais de saúde analisando os parâmetros clínicos e sinais vitais de cada paciente.

Neste exemplo, o paciente sofre alterações abruptas em seus sinais vitais, e então, as ferramentas digitais detectam essa mudança e soam um aviso para a central que é imediatamente sinalizada, por meio de alarme sonoro, alertando que o paciente pode estar instável ou com risco de instabilização, correndo risco de vida. Médicos podem imediatamente acionar alguém que esteja nessa residência para verificar as condições de saúde da vítima ou até mesmo acionar uma equipe de emergência para envio de uma ambulância até o local em que o paciente se encontra. Parece até filme de ficção científica, mas já é uma realidade. A Medilar, foi em busca dessa solução tecnológica para oferecer aos clientes.

A Medilar na Era Digital

O que para muitas empresas da saúde ainda é uma tendência, aqui na Medilar já é uma realidade. A Era digital faz parte de nosso cotidiano há tempos, tanto que em 2019, a empresa se dedicou a buscar soluções tecnológicas dentro e fora do País, que revolucionassem o mercado, trazendo ganhos consistentes aos pacientes.

Nasceram daí os projetos dos novos produtos de telemedicina, Medilar Monitora e MEDLIVE, criados em parceria com a empresa norte-americana ITeT. Foram quase 12 meses de desenvolvimento, envolvendo as equipes da ITeT nos EUA e os times da Medilar aqui no Brasil.

Essa procura por inovação fez com que pudéssemos oferecer soluções diferenciadas e de alta qualidade a Unimeds de todo o Brasil, e é o que estamos fazendo.

Os próximos passos da empresa, certamente estão ligados a mais inovação e ao aumento de resultados positivos para nossos clientes e seus beneficiários.

Um viva à Era digital!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: